Seguidores

terça-feira, 28 de setembro de 2010

O principal



Devemos refletir sobre o que é principal em nossa vida. Os bens materiais ou espirituais? Claro, uma vida próspera, uma bela casa, um carro novo, viagens, luxo nos fascinam, mas não podemos nos esquecer da vida espiritual.
Nosso tempo nesse mundo não é para sempre, temos um prazo marcado, um calendário para ser cumprido. Podemos usufruir de todas as maravilhas a que temos direito, experimentar de tudo que nos aprouver, mas não podemos viver apenas disso.
Conta-nos uma lenda que uma mulher com uma criança no colo passou diante de uma caverna e ouviu uma voz que lhe dizia:
- Entre e pegue tudo o que desejar, mas não esqueça do principal. Você terá 8 minutos, depois disso a porta se fechará para sempre. Aproveite a sua oportunidade e não se esqueça do principal.
A mulher entrou e ficou fascinada com a riqueza. Pôs a criança no chão e começou a juntar tudo o que podia.
Esgotados os 8 minutos, a mulher carregada de ouro correu para fora da caverna e a porta logo se fechou. Foi aí que se lembrou da criança, já era tarde demais... Esquecera do principal.

Agimos muitas vezes assim. Esgotamos o nosso tempo com coisas supérfluas e deixamos nossa vida espiritual de lado. Pensamos muito na festa, nos fogos e esquecemos do dia que virá amanhã. Aí, não adianta chorar pelo leite derramado. Não haverá mais tempo.
Para concluir, senão entro por um caminho que não quero, as sábias palavras do Dalai-Lama:
"As boas qualidades humanas - honestidade, sinceridade e um bom coração - não podem ser compradas com dinheiro nem produzidas por máquinas ou mesmo através da mente. Nós chamamos isso de luz interior."
E, que tal lembrarmos disso no próximo domingo?

13 comentários:

Giardia disse...

Que lindo!!!


O amor nasce de um beijo, cresce de um sorriso, alimenta-se de um carinho e ressuscita de um perdão."
Uma boa semana
Bjs com carinho

Chica disse...

Essa reflexão é forte mesmo! Saber valorizar o que temos , reconhecendo a importância real: o que vale pra sempre ou o efêmero...beijos,chica

Fernando Santos (Chana) disse...

Excelente post....
Cumprimentos

Pelos caminhos da vida. disse...

Conforto quem não quer?
Só que não devemos nos apegar e cuidar bem mais do nosso Espiríto.

beijooo.

Blog da Joaninha disse...

Nossa Piedade! Que belo texto!
Realmente hj em dia as pessoas estão ligadas nisto que esquecem do principal na vida, o amor ao próximo fazer uma caridade, dedicar um pouco de seu tempo em prol do seu interior, mas quem sabe ainda não dê tempo de algumas pessoas refletirem sobre td isto e não esquecerem suas crianças trancadas na caverna?
Minha flor tenha um bom restinho de tarde, com o meu carinho e bjss no seu coração!!

Zil Mar disse...

Oi querida...

Muito bom seu post...e este é o momento oportuno!

Devemos refletir sobre todas as coisas....principalmente...DOMINGO!

bjos e obrigada pela palavras...sempre tão sábias!

Zil

Franck disse...

Para refletir o seu texto! Ficarei aqui refletindo, então!
Uma boa semana!

Vozes de Minha Alma disse...

Piedade, que bom chegar aqui e deparar-ne com um texto tão lindo e edificante.
Minha querida, escreva mais... Fale mais!
Gostei de tua abordagem dentro dessa espiritualidade. Humildemente quero incentivá-la, até porque quando sugeri a alguém que pautasse seus textos dentro dessa visão, a mesma não entendeu.
Mas voce o faz de uma maneira sublime, objetiva, e simples.
Um abraço a ti minha amiga, bjs em teu coração.

Valéria Gomes disse...

São palavras que despertam-nos para o amadurescimento espiritual, para o crescimento da alma e isso será tudo que poderemos levar do plano terrestre. Muito edificante!!!

Beijos no olhar!!!

A.S. disse...

A Luz interior, é algo que muitos teimam em não querer ver...
Adorei teu texto!

BjO´ss
AL

José disse...

Olá Piadade!

Um texto para reflectir, a passagem por aqui é efémera temos que aproveitar tudo o que temos direito, mas tanta coisa que nos é roubada descaradamente, infelizmente.

um beijinho.

A.Tapadinhas disse...

Um blogue cheio de luz...

Namasté,
António

ValeriaC disse...

Piedade querida, palavras maravilhosas...realmente é preciso pesar o que nos vale mais... o que é realmente essencial em nossas vidas...tudo o que é material tem sua utilidade, mas os valores espirituais são eternos...portanto merecem toda nossa dedicação...
Beijos...
Valéria