Seguidores

sexta-feira, 15 de julho de 2011

blogagem coletiva: maturidade


Eis que chegou a fase da maturidade.
Dizem que uns amadurecem mais cedo e outros não, nunca chegam à idade da razão, como também é chamada.
Eu, sempre, ouvi minhas colegas falarem que eu era jovem mas tinha idade de uma senhora mais velha. Não entendia, francamente, porque elas achavam isso, pensava que todo mundo era como eu. E pensava... maturidade deve ser porque comecei a trabalhar muito jovem , aos quatorze anos mais ou menos, numa lojinha de roupas, e já tinha de obedecer a horários, patrões, resmungos, deixando de lado , um pouco os prazeres da adolescência.Mas, foi muito bom...
Bem, conheci meu marido, ainda bem jovem, namoramos durante um bom tempo e depois nos casamos. São longos e duráveis anos de casamento - 35 anos.
Passamos por fases boas, mas também vieram as más. Junto com elas um tempo de sofrimento, lágrimas e aprendizagem.
Com as boas, os filhos, as viagens, os carinhos, a atenção, o afeto, o companheirismo.
Ah, são tantas coisas boas para lembrar, mas as tristes teimam em aparecer, querem um lugar de destaque, mas eu não deixarei elas vencerem.
Minha fé em Deus me acompanhou sempre nessas lutas diárias.
deixei esse legado para meus filhos, que veem minha coragem, minha determinação: seguir em frente sem se lastimar e vencer.
Graças a Deus, venho saltando barreiras que a vida me impõe.
Tenho uma neta linda que é minha amiga e companheira. Imaginem, ela cursa o 5° ano do fundamental e está sendo minha professora de espanhol. Pode isso?
Minha paixão sempre foi estudar, desde menininha fiz sucesso com as letrinhas. Encantei meus pais quando aos seis anos já conhecia todas letras. Ainda me lembro da cartilha que tinha uma mãozinha com aeiou em cada dedinho e eu falava sem pestanejar.Daí em diante devorava os livrinhos de histórias, almanaques e gibis.
Nos anos sessenta, enquanto estouravam, do outro lado do mundo, bombas, guerrilhas e Vietnan, aqui explodiam revoluções, jovem gurda, tropicália e nossos corações pelos amores de adolescentes.Terminei meu curso de Normal e ingressei logo logo no Estado para trabalhar. Como não ter maturidade?
Mas o tempo ia passando, e como livre filho das montanhas eu ia feliz, sem lenço mas com documentos.
Vim para Nova Friburgo, onde conheci meu marido. Trabalhava em duas escolas: uma particular e a outra do Estado. Fiz vários cursos de atualização. Ingressei na Faculdade de Letras, mas logo após desisti e optei pelo casamento, só voltando mais tarde para realizar esse meu sonho de sempre.
Engravidei e perdi minha primeira filha ao nascer. Mas Deus me deu uma nova menina, a Danielle, hoje formada em Direito, e que me deu a netinha Fernanda. Depois veio o Fernando, formado em Fisioterapia. Meus tesouros.
Profissionalmente, me realizei com os adolescentes. Trabalhei com Sala de Leitura, levei para os meus alunos o gosto pela leitura. Como professora de Português, tentei levar o melhor para eles, principalmente minha amizade.
Ainda acredito na Educação como a salvadora da Pátria. Pena que muitos não acreditam.
Gosto de me lembrar de um grande líder dos cristãos: Moisés.
Aceitou o desafio de Deus e não parou no deserto. Foi mais além. Assim como ele, quero ir além, quero ver o que há além das fronteiras.
Quero desvendar outros caminhos e acreditar em mim sem perder a fé no meu Deus.

"As pegadas na areia do tempo
não são deixadas por aqueles
que permanecem sentados."
Eleanor Doan

15 comentários:

Maria Luiza disse...

Que espetáculo, Piedade! Sua vida foi de luta sem fim também! Mulher Maravilhosa, merece letra maiúscula e muitas exclamações!!! Amei seu texto!

Maria Luiza disse...

Piedade, que lindo deslumbrante por ser de uma batalhadora, idealista e dessas para se escrever assim: Mulher Maravilhosa!!! Com letras maiúsculas e muitas exclamações para expressar a minha admiração. Parece, que eu perdi isso, mas se eu não perdi, você merece bis!

soniaconsult disse...

Que força Piedade!
Eu me formei e nunca lecionei literalmente.
Trabalhei em algumas creches...
Esta tua vontade de buscar...é louvável! Parabéns!
bjos e um bom fds

Baby disse...

Belíssima história de vida, em que cada momento foi vivido por inteiro.
Parabéns pela força, pelo amor, pela maturidade.
Beijos.

Gina disse...

É isso mesmo, Piedade, não se deixe vencer!
Não estacionar também é o meu lema.
Também perdi um bebê, mas ainda no ventre. Já era amado aquele ser desde o início. Como tudo na vida, não há sofrimento interminável. Logo, outras alegrias vêm amenizar os momentos não tão felizes.
Que bom esse posicionamento diante da vida, de querer ir além.
Beijos e um bom final de semana!

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida
No dia de hoje, espero encontrá-la assim:

"Aquecida em ternos orvalhos de fina luz". (Mari Bózoli)

Menina, que maravilha de post!!!
Ficar eternamente no deserto pode nos impedir de entrar na Terra Prometida... Lindo o seu texto!!!
Temos pontos em comum... Bacana!!!

E, quando retornar, no próximo mês, esteja perfumada:

" Flores orvalhadas nas manhãs,
banhadas pelo sereno do entardecer,
carregadas de fragrâncias exóticas ou não,pálidas como a neve ou rubras de emoção". (Meliss)

Bjs de paz e boas férias de meio de ano com tudo o que vc se sentir com direito... também estarei de férias até o início do mês com post programado alguns...

Néia Lambert disse...

Piedade, seu texto é maravilhoso como um todo, no entanto, vou ter que destacar uma frase que achei linda e sábia:"Minha fé em Deus me acompanhou sempre nessas lutas diárias". Lindo isso!

Beijos

AnaCristina disse...

parabens pela postagem! depois faz uma visitinha na minha participação e na participação da mamãe:
meu blog:
http://anacristinap.blogspot.com/2011/07/blogagem-coletiva-fases-da-vida.html

blog da minha mãe:
http://mariazinhap.blogspot.com/2011/07/blogagem-coletiva-fases-da-vida.html

bjo bjo
anacristina

♫ ♪ Wilson ♫ ♪ disse...

Piedade,

Que tua caminhada seja de muita luz...
Parabéns pelo excelente texto nessa blogagem coletiva!

Um abraço carinhoso

Deus é contigo

Dora Regina disse...

Piedade, muito obrigada por sua presença e valioso comentário lá no meu cantinho, fique a vontade e volte sempre que quiser.
Forte abraço e um fim de semana iluminado!
PS: Gostei do seu blog e já sou sua seguidora.

Tina disse...

Olá!!!
Que lindo esta vontade de ir sempre além...louvável, meu lema tambem é seguir em frente, com os olhos fitos no Senhor, e Ele conduz meus passos, minha vida.
Voce me perguntou como participar do "Um sábado azul", não entendo muito disso, de blogagens coletivas, lancei a idéia, quem quizer participar pode, só me diz antes, para que eu possa colocar o link do seu blog na minha postagem.
Tenha um lindo e abençoado final de semana.
bjs
Tina (SONHAR E REALIZAR)

Esplendor da Criação disse...

Não há limites quando se tem força de vontade e determinação, se vence até as maiores tribulações. Com Deus nada é impossível e a fé remove montanhas. Paz e luz sempre. Bjs.

RUTE disse...

Muito caminhar mesmo!
Muitas pegadas no chão de tanto caminho percorrer.
Concordo com o que vc falou, maturidade é responsabilidade. Como não ser consequente?
Beijo além-mar,
Rute

Socorro Melo disse...

Oi, Piedade!

Amei o seu texto. Há pontos em comum nas nossas histórias.Também sou formada em Letras, apesar de profissionalmente ter optado por outro caminho, diferente da Educação. Penso, igualmente, que só a Educação pode mudar a história de um povo. Amo minha vida e família com todas as fibras do meu coração, apesar das lágrimas, que não deixo me vencerem. E procuro me conhecer melhor e melhorar a cada dia. Ah, e amo a Deus sobre todas as coisas.

Um grande abraço e obrigada pela visita.

Socorro Melo

Bel Rech disse...

Lindo seu texto!!!Nós devemos buscar sempre nossos sonhos,é um sinal de maturidade, pois estamos crescendo..
Paz e bem