Seguidores

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

O oposto

"O oposto do amor não é o ódio, é a indiferença.
O oposto da beleza não é a feiura, é a indiferença.
O oposto da fé não é a heresia, é a indiferença.
O oposto da vida não é a morte, mas a indiferença entre a vida e a morte."
Elie Wiesel
(sobrevivente do Holocausto e Prêmio Nobel da Paz)

13 comentários:

Chica disse...

E a indiferença faz mal, não? Linda frase e imagem!Como estás? Tudo bem? beijos,chica

AC disse...

Este depoimento vai muito para lá dos conceitos académicos. Foi sentido na pele...

Beijo :)

Franck disse...

Quero ser capaz de opostos...
Bj*

Valquiria Calado disse...

Doeu, de tão profundo, quando cauterizamos a alma, e tudo banaliza-se, é hora de refletir, e ponderar, estamos mesmo sem esperança... bjos muito em teu coração querida.

Rosita Vargas disse...

Hola amiga, supe de las noticias de los derrumbes e inundaciones ,es muy triste y ahora hay que confiar en Dios ,para salir adelante de tanta gente que murió en estas tristes tragedias ,sabes que Dios arregla todo y yo siempre digo " Jesús yo confio en ti" y sólo hay que esperar.
Me encanta tu blog porque trata del amor de las reflexiones ,que hay que tener en la vida y este post que leo aquí es verdad ,aveces es mejor enojarse,ser sincera, cae mal pero es mejor que ser indiferente,la indiferencia es muy triste,no me agrada,abrazos y cariños.

Luís Coelho disse...

Parece-me que nestas contradições nada se entende nem nada se parece.
Sem uma cor a outra não existe.

A.Tapadinhas disse...

Muito profundas estas palavras, mas principalmente...

sem esperança, desencantadas, o que é terrível!


Beijo,
António

laurinhando por ai disse...

Piedade

A indiferença é terrível....é a irmã gêmea do desprezo.
Bjos e espero que a vida esteja fluindo melhor!!
Laurinha

Lilá(s) disse...

Uma escolha oportuna.
Um beijinho e força

Cristina Fernandes disse...

Acredito na integração dos opostos... uma referencia de vida Elie Wiesel.
Beijinho,
Chris

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Quem vive a dor,
vive o amor.
Assim aprende-se com o desamor
o que vem a ser o oposto do amor.

Que sempre haja em tua vida,
sonhos por sonhar...

margoh werneck disse...

a indiferença dilacera!

beijos amiga........saudades

Baby disse...

E é bem verdade, não há nada que fira mais profundamente do que a indiferença.
Beijinho.