Seguidores

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

amor total

Começar agosto com o melhor de Vinicius - sua poesia.

Soneto do amor total

Amo-te tanto, meu amor... não cante
O humano coração com mais verdade...
Amo-te como amigo e como amante
Numa sempre diversa realidade.

Amo-te afim, de um calmo amor prestante
E te amo além, presente na saudade
Amo-te, enfim, com grande liberdade
Dentro da eternidade e a cada instante.

Amo-te como um bicho, simplesmente
De um amor sem mistério e sem virtude
Com um desejo maciço e permanente.

E de te amar assim, muito e amiúde
É que um dia em teu corpo de repente
Hei de morrer de amar mais do que pude.
Vinicius de Moraes

4 comentários:

Jeferson Cardoso disse...

Olá Piedade!
É sempre com grande prazer que leio o poeta Vinicius!
Só tenho que lhe agradecer pela postagem.
Tenha um abençoado agosto e bom final de semana!

Quero lhe convidar para que leia ‘O casamento de seu Turíbio’ no http://jefhcardoso.blogspot.com

“Que a escrita me sirva como arma contra o silêncio em vida, pois terei a morte inteira para silenciar um dia” (Jefhcardoso)

✿ chica disse...

Vinicius é demais de lindo!beijos,chica

Luna Sanchez disse...

E como é bom descobrir que podemos dar ainda mais do que demos, do que damos, né?

Lindo isso!

Um beijo.

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida
Amar mais do que se pode... é possível sim... quando há um coração ilimitado...
Bjs de paz e ótimo fim de semana