Seguidores

sábado, 13 de agosto de 2011

Ainda é pouco...

Hoje, eu vi um menino
naquela esquina
franzino
sem ter o que comer
sem ter com quem falar.
Ah, meu Deus!
Triste fiquei
triste ele está!
Seus olhinhos famintos
parecem falar.
Procurei ouvir sua voz
só achei pedaços.
Fred sobrevive,
chamei-o de Frederico,
nome forte, bonito,
importante,
mas, ele se esconde
vacilante
diante desse mundo ausente.
Que posso lhe dar
pobre que também sou?
Conversar, estender a mão,
abraçar, alimentar, vestir...
Mas, é pouco...
Tento descobrir sua alma
reanimá-la
quem sabe assim viverá?
Não me desespero
espero...
Ainda é pouco...
(pv)

6 comentários:

♫*Isa Mar disse...

Olá menina, tudo que oferecemos de coração, seja uma palavra, um conforto ou vibrações positivas é o que temos de melhor e fará grande diferença na vida dos que recebem.
Todos somos ricos em luz e amor e doar aos outros é compartilhar de nossa riqueza.
Beijos e bom fim de semana pra ti com carinho!

Cléo disse...

Bom Dia!
Estou participando do Sábado Azul também!
quero fazer novas amizades, AZUIS!
Sou do http://donamaricotafeliz.blogspot.com/
Aparece por lá!

Nossa que mensagem!

Beijocas

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida
Não me desespero... espero...
Perfeito!!!
Abandono total...
Bjs de paz e ótimo fim de semana azul e festivo

Sonhadora disse...

Minha querida

Que dizer perante este poema de amor e ternura...apenas senti...sem desviar o olhar.

deixo um beijinho com carinho
Rosa

Wanderley Elian Lima disse...

Essa é a triste realidade de milhares de crianças pela ruas, no Brasil e por outras parte do mundo. Lamentável.
Bjux

Toninhobira disse...

Triste realidade que vemos em cada esquina.Muito pouco, quase nada se faz e eles crescem e se violentam e mata a gente.Um mundo mais justo, mais humano, de poucas diferenças, mas que haja pão em cada lar.Um abração Piedade.
Meu abraço.
Bju.