Seguidores

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Meus fantasmas


Tenho medo dos fantasmas
de todos que me assombram,
quer de noite, nas madrugadas frias,
quer de dia quando o sol se anuncia.

Tenho medo das sombras medonhas
que me apavoram
que me aquietam
e sufocam as imagens
as fantasias que crio.

Tenho medo de tudo isso
que toma forma dentro de mim
que me causa calafrio...
arrepios...

Meus fantasmas, eu mesmo crio.

(pv)

19 comentários:

AC disse...

Os medos não podem ser contornados. mais tarde ou mais cedo, temos que os enfrentar.

beijo :)

Franck disse...

Os nossos fantasmas e o medo de conviver com eles...
Bjs*

VaneZa disse...

Realmente, nós somos os únicos responsáveis por nossos fantasmas.

BeijoZzz

Chica disse...

É verdade!Nós mesmos os criamos e depois os tememos...Lindo!

beijos,tudo de bom,chica

Lídia Borges disse...

Os fantasmas que criamos existem mesmo e assustam muito mais que os outros.

Muito bonito!

L.B.

Flor de Lótus disse...

Realmente eu mesmo crio e alimento meus fantasmas e sinceramente ainda não sei bem como me livrar deles...
Beijos

Isa mar disse...

Que lido esse poema.
Ultimamente eu ando assutando todos os meus fantasmas rsss cansei deles e resolvi dar um basta, chega... agora o negócio é investir em anjos que são mais bonitinhos e ainda nos ajudam né?
Beijos no coração e linda noite pra ti!

Hanukká disse...

Esse amiga que criamos são os piores que temos que enfrentar, precisamos domestica-los, supera-lo, com muita coragem ,pois estão dentro de nós, do tamanho que deixamos que tenha, boa sorte e garra, beijos.


E, assim como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo, depois disto, o juízo, assim também Cristo, tendo-se oferecido uma vez para sempre para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o aguardam para a salvação"

Vivian disse...

...eu tenho medo de criar fantasmas.

até hj conseguí fugir deles, graças à Deus!

um beijo, querida!

orvalho do ceu disse...

Oi, Piedade amiga
Chego da roça e vejo o seu post sobre o medo... lá, tudo que me assuta se vai...
A serenidade é a marca do coração quando lá estou...
Bjm sereno do interior.

A.Tapadinhas disse...

É mesmo: cada um cria os seus próprios fantasmas!

Os seus só podem ser bons, talvez fadas...

...ou inofensivas e elegantes gaivotas, como aquela que aparece na foto...

Beijo,
António

ValeriaC disse...

Lindo querida e assim como nós mesmos os criamos...temos o poder de mudá-los...
Doce dia florzinha...beijos...
Valéria

José disse...

Olá Piedade!
Muitas vezes é, mesmo difícil nos desenvencilharmos dos nossos fantasmas, mas viver com com é um pesadelo.

beijinho,
José.

Pelos caminhos da vida. disse...

Tb tenho medo dos meus...

beijooo.

Zil Mar disse...

Oi querida amiga....tb tenho medo dos meus fantasmas....

Amei seu poema!!!!

"Meus fantasmas, eu mesmo crio."

DEMAIS!!!!!!!!

bjos com carinho poetisa!

Zil

Lilá(s) disse...

Gosto de enfrentar os fantasmas que crio, até quando não sei...
Bjs

Ives disse...

Olá, lindo blog, fantasmas, ah fantasmas, alguns são de pele e osso, abraços, se me permitir a seguirei

Mgomes - Santa Cruz disse...

Olá Piedade; Nós criamos os nossos fantasmas e depois temos medo deles, tem graça que eu escrevi, mulher de Negro( Vampira) e logo depois
Escrevi Homem de Negro (Fantasma ou Vampiro)
Gostei deste teu post, peço desculpa, se demorar a visitar o teu blog, mas estou com um probelema de saude e não posso estar muito tempo no PC.
Beijos
Santa Cruz

Rosane Marega disse...

Beijosssssssssssssss