Seguidores

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Meu tempo





Meu tempo

transborda

transfere

transforma

transita

transtorna

transcende

eu

transformo

e o

trans-verso.
(pv)

6 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Piedade
Adoro esse jogo de palavras que você usa. Dá ritmo ao poema. Parabéns.
Bjux

Andradarte disse...

..e eu transporto-me até ao princípio para reler..
Beijo

Lilá(s) disse...

E o tempo pergunta ao tempo, quanto tempo o tempo tem....
Beijinhos

tulipa disse...

Muitíssimo obrigado pelas suas palavras de ânimo e compreensão.

Como é bom ler e sentir as boas energias que me passa.

Agradeço os votos de que tudo corra bem e que a exposição seja um sucesso.

Nem sempre estes acontecimentos nos satisfazem plenamente e correspondem ao empenho que lhe demos, mas é preciso olhar como quem espera.
SIM...
não espero grande afluência amanhã na inauguração,
sei bem o desinteresse das pessoas,
só que eu nunca baixo os braços,
vou sempre em frente.

Venham os que vierem,
sejam poucos mas bons!!!

Só me preocupo com o bem e sei que o faço com a melhor das intenções, quem não gostar paciência.
Eu pelo menos tento e faço o melhor que sei.

Um abraço.

Toninhobira disse...

Gosto destas contruções de dominio das palavras e num jogo pelo criar uma poema assim reflexivo e belo sobre o tempo.Parabens amiga Piedade.Que volta linda a sua.Bju de luz.Meu abraço de paz.

♫*Isa Mar disse...

Oi amiga, lindos versos, saber trabalhar com o tempo é uma coisa que todos nós devemos desenvolver né? saber encaixar tudo na medida certa é uma maravilha
Beijos pra ti e boa noite!