Seguidores

terça-feira, 12 de abril de 2011

O outro eu da escola

Quando entro,

a escola, pronta

as aulas, prontas

as atividades, prontas

os programas, prontos

a avaliação, pronta


Percebo, então

que um outro está ali

não eu!


Ao ingressar nessa escola

ao entrar nessa sala

ao aterrissar nesse currículo

descubro-me apenas isto:

um estranho, um hóspede

em qualquer hotel.


Nessa escola, a matrícula

não é a minha radiografia

é a ficha de hóspede

do hotel em que ingressei

como se fosse uma escola.


Por isso, quem está ali

não sou eu

não sou eu inteiro, integral


Quem está ali

é o outro, o que entrou

nas estatísticas da escola

mas não em suas aulas.


A escola não me recebeu

deixou entrar um outro

estranho, desconhecido

parecido comigo

mas bem distante de mim.


Eu o entrevejo

nos registros da escola

nas atividades da escola

mas não o vejo em meus registros

nem o encontro em minha vida.


Que bom seria se a escola

não me impusesse uma segunda

natureza

me assistisse para eu mesmo me

recriar.


Que bom seria se a escola

deixasse o outro lado

e me abraçasse, eu mesmo

em minha identidade inelidível.

Moacir Carneiro

5 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Piedade
O Moacir tem razão, as vezes nos desconhecemos dentro do nosso próprio ambiente de trabalho,. Não nos identificamos com nada ali. Tudo é imposto.
Beijos

Meias de Seda (Suzy) disse...

Querida, aproveitando o dia do beijo, vim deixar um beijão fraterno cheio de carinho pra você.
Bjo ;)

Toninhobira disse...

Muito interessante este texto sobre a indentidade na recriação do eu. Bela inspiração para uma reflexão sobre comportamentos.Meu abraço Piedade.Bju de luz hoje pela paz e alegria no coração.Meu terno abraço de paz.

Marcos de Sousa disse...

Deixei selos para você lá no blog. Depois passe lá para buscar.

http://omundosobomeuolhar.blogspot.com/2011/04/amicitia.html

Beijos

laurinhando por ai disse...

Piedade

Só quem é mestre por natureza entende...
bjos
laurinha