Seguidores

terça-feira, 15 de março de 2011

Blogagem coletiva



Participando da Blogagem Coletiva FASES DA VIDA,
uma iniciativa da amiga Rosélia, do Blog Espiritualidade.
**********


Nasci no campo como o alecrim dourado
numa terra fértil fui semeada.
Seria das Graças, tornei-me Piedade
-era a festa da minha cidade -
mas de morena da cachoeira já fui chamada.
Minha mãe me contava sobre um rio
que cortava as minhas terras,
abria caminhos, inundava
e levava meus sonhos
com a canção que entoava.

No campo nasci, estendi minhas raízes
sem me prender a laços.
Os meus sonhos ainda procuro
pelos lugares que passo.

Pelos caminhos da vida
também vou semeando sementes
tal qual o Semeador.
Umas nascem como eu nasci,
outras partem
com pedacinhos de mim.
Não sofro, sigo em frente.
Vou em busca dos meus sonhos
que um dia a correnteza levou.
*******

20 comentários:

Vinicius.C disse...

Boa tarde!!

"Pelos caminhos da vida
também vou semeando sementes
tal qual o Semeador.
Umas nascem como eu nasci,
outras partem
com pedacinhos de mim.
Não sofro, sigo em frente.
Vou em busca dos meus sonhos
que um dia a correnteza levou"

Oque dizer se tudo que fazemos e nos deperdirmos?

Adorei seu blog!!

Se puder, venha conhecer o Alma, meu blog!

Beijo

chica disse...

Simplesmente linda tua participação.Do nascimento no capim dourado à semeadora...LINDO! beijos,tudo de bom,chica

Gina disse...

Piedade, de modo poético você abrilhantou o tema nascimento.
As sementes agora são outras, é importante deixar bons frutos.
Deve ser uma delícia ser avó e ver a vida se renovando.
Bjs.

orvalho do ceu disse...

Olá, Piedade querida
Meu desejo de hoje é que uma chuva de bênçãos seja derramada sobre VC e outra chuva de pétalas de rosas orvalhadas...

Menina, esse post/poesia foi arrepiante... cheio de encanto e de revelação!!!
Contou, poeticamente, a sua história de origem... Bravo!!!
Sabe, amiga, seus sonhos foram levados não ao acaso...
O Senhor que os recolheu e lhe dará a resposta no devido tempo d'Ele que não é o nosso...
Me senti nesses dois últimos versos seus...
Lindos demais!!!
Parece que fui eu a escrvê-los... me envolvi neles e me empatizo com vc...

Carinhos fraternos em forma de orvalho sôbre pétalas de rosas...

Uma santa e abençoada Quaresma para VC.
Bjs natalícios

Wanderley Elian Lima disse...

Nunca desistir de nossos sonhos, eles são as motivações de nossa vida.
Bjux

Multiolhares disse...

é tão bom quando temos, aceitamos e entendemos as nossas raízes, a flor que brota de nós cresce mais viçosa
bjs

Toninhobira disse...

Sensacional participação Piedade,ficou inspirado/inspirador.Parabens por esta bela forma de relatar uma vida.Assim ficou linda e aplaudo com minha sempre admiração.Bju de luz.

Anabela Jardim disse...

Linda forma de comentar a sua história. Parabéns pela participação!

laurinhando por ai disse...

Piedade

Coisa mais linda este seu poema!!!
Nota mil prá vc!!!!

bjos

Laurinha

Socorro Melo disse...

Olá, Piedade!

Um belo poema. Poesia combina com vida, com emoção, com nascimento, com campo fértil, com raízes...
Piedade, a que seria das Graças, mas, que mesmo não sendo, é dotada de graças, pois, é bem amada.

Um grande beijo
Socorro Melo

Vieira Calado disse...

Faço parte dum blog colectivo!

Acho que o que é feito colectivamente,

une ainda mais as pessoas.

Beijoca para si.

Ale Quejinho disse...

Minha primeira vez por aqui, e estou amando. Deixo meu convite para conhecer o meu blog, se gostar me siga tambem que ficarei honrada.
Ale

Meias de Seda (Suzy) disse...

Lindíssimo poema, amiga.
Singelo, sensível e encantador.
Bjos ;)

Casa Decorada disse...

Vizinha,eu estava indo pegar uma xícara de açúcar na amiga ao lado, quando passei e ví as luzes de sua casa (blog) ...nossa que lindo aqui ...
Quando tiver um tempinho passe lá em Casa para um café...
Se resolver se hospedar , preparo minha melhor roupa e também venho para ficar !
Se precisar de algo é só gritar ,moro entre as montanhas e por lá tem eco.
Meu nome é Valeria , mas pode me chamar de Va .

Lilá(s) disse...

Lindo! gosto dessa coragem de não desistir dos sonhos.
Bjs

RUTE disse...

Piedade que nasce no campo
como semente lançada pelo criador,
não enraiza e se vê levada
pelo vento de nosso senhor.

No rio de suas terras
foi brincar e navegou,
na corrente da vida,
se perdeu e se achou.

Não sofre, evolui.
Embora todo o renascimento seja dor.
Transforma a dor em sonho.
E o sonho, em participação cheia de amor.

Beijo além-mar. Palmas por esta brisa poética, um hino ao nascimento.
Bravo Piedade!
Rute

Vinicius.C disse...

Oiiiii!!
Peço desculpa pela falta de atenção, deve ser a idade.. rs

enfim.. tbm sigo seu espaço e assim, nao nos perdemos!

Um beijo enorme!!

Nos encontramos no Alma ou aqui!

Vinicius.

Bel Rech disse...

Vim pela blogagem coletiva adorei seu blog e sua poesia...Carinhos...

Luma Rosa disse...

Belo, belo, belo!! Seguindo o fluxo da vida normalmente!!
Passando somente agora para visitar os blogues participantes da blogagem "Fases da vida" e aprendendo muito, muito mesmo!! Beijus,

Zilda Santiago disse...

Lindo seu poetar para falar de nascimento,nesta blogagem que está divina.Vou seguir vc também.Bjs no coração.